Educação

Privado: EDUCAÇÃO

Os resultados aqui apresentados foram obtidos a partir da sistematização e organização dos dados coletados do portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, gerando algumas variáveis educacionais.

Um dos indicadores escolhidos para iniciar-se uma análise da Mesorregião Norte Fluminense MRNF foi o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica [Ideb], utilizado pelo próprio governo federal brasileiro na avaliação da qualidade de ensino, que reúne, em um só indicador os resultados de dois conceitos importantes na avaliação da qualidade da educação: o fluxo escolar e a média de desempenho nas avaliações.

O Estado brasileiro teve como meta do Ideb o resultado de 5,8 pontos para os anos iniciais do ensino fundamental, 4,7 pontos para os anos finais do ensino fundamental e 3,8 pontos para o ensino médio, em 2017.


Gráfico 1: Ideb do Estado do Rio de Janeiro (2007–2017).
Gráfico 2: Ideb da Mesorregião Norte Fluminense (2007 – 2017).
Gráfico 3: Ideb observado no Norte Fluminense em comparação com o Estado do Rio de Janeiro (2007 – 2017).

Em comparação com o Estado do Rio de Janeiro, o Norte Fluminense sai à frente com os resultados do Ideb (gráfico 3). Em quatro dos seis anos os resultados da MRNF (gráfico 2) atingiram a meta para o mesmo indicador, enquanto o Estado do Rio de Janeiro (gráfico 1) atinge somente em três anos avaliados.


Mapa 1: comparação 2007 / 2017 do Ideb nos municípios da MRNF.*(Conceição de Macabu está sem dados para o ano de 2017)

Dentre os municípios da MRNF os que mais se destacam com resultados mais positivos entre os anos avaliados é Quissamã, atingindo a meta em todos os anos, seguidos por São João da Barra e Carapebus, que atingiram a meta em cinco dos seis anos avaliados (mapa 1). O pior resultado é o de Cardoso Moreira, que só atingiu a meta em 2015, seguido por Campos dos Goytacazes e São Francisco do Itabapoana, que a atingiram em somente dois anos, dos seis.


Mapa 2: Aprovação e variação anual média da aprovação nos anos iniciais do ensino fundamental (2007 – 2017)

Nos mapas de aprovação e variação anual média nos anos iniciais do ensino fundamental (mapa 2), destaca-se Conceição de Macabu, São Fidélis e Macaé com resultados negativos nos indicadores de aprovação. Importante destacar que São Francisco do Itabapoana, Campos dos Goytacazes, São João da Barra, Quissamã e Carapebus apresentaram relativa estabilidade em seus índices, enquanto Cardoso Moreira dispara com até 1,89% de crescimento anual, no período avaliado. Já nos anos finais do ensino fundamental (mapa 3), a grande maioria dos municípios obtiveram melhoria nos índices de aprovação em torno de 5% ao longo de 10 anos, com exceção de Cardoso Moreira, que houve retração de 4,6%, no mesmo período.


Mapa 3: Aprovação e variação anual média da aprovação nos anos finais do ensino fundamental (2007 – 2017)

A aprovação e variação anual média da aprovação no ensino médio possui taxas de fluxo positivas em todos os municípios, sendo que os que mais cresceram foram Quissamã e Carapebus.


Mapa 4: Aprovação e variação anual média da aprovação no ensino médio (2007 – 2017)

Mapa 5: Alunos por turma e variação anual média de alunos nos anos iniciais do ensino fundamental (2007 – 2017)

Nos anos iniciais (mapa 5) e finais (mapa 6) do ensino fundamental, o número de alunos por turma não sofre muitas alterações na média, reduzindo ou aumentando em até 3 alunos por turma, em média. Macaé e Campos dos Goytacazes destacam-se, por serem os municípios mais populosos e possuírem taxas elevadas de alunos por turma.


Mapa 6: Alunos por turma e variação anual média de alunos nos anos finais do ensino fundamental (2007 – 2017).

Mapa 7: Alunos por turma e variação anual média de alunos no ensino médio (2007 – 2017)

No ensino médio Campos dos Goytacazes, Cardoso Moreira e São Francisco do Itabapoana diminuíram em quase 10 o número médio de alunos por turma, enquanto Macaé, Carapebus e São Fidélis reduziram a média em, aproximadamente, 5 alunos por turma.


Mapa 8: Abandono e variação anual média de abandono nos anos finais do ensino fundamental (2007 – 2017).

Mapa 9: Abandono e variação anual média de abandono nos anos iniciais do ensino fundamental (2007 – 2017)

Nos mapas 8 e 9, observa-se o abandono médio de alunos por turma, onde, nos anos iniciais, destacam-se Carapebus, Cardoso Moreira e Campos dos Goytacazes pela redução de até 8 pontos na média de abandono. Nos anos finais, Campos dos Goytacazes aparece com a maior redução na média de abandono em 10 anos, seguido por São João da Barra, Quissamã e Cardoso Moreira.


Mapa 10: Abandono e variação anual média de abandono no ensino médio (2007 – 2017)

No ensino médio (mapa 10), os dados mostram reduções grandes na média de abandono. Em Carapebus e Quissamã houve redução de 23 e 15,6 na média de abandono, respectivamente, representando as maiores reduções da região, seguido por 10,4 em Cardoso Moreira.

No ensino superior (mapa 11), há visível concentração de serviços nos municípios de Campos dos Goytacazes, com até sete estabelecimentos, e Macaé, com cinco.


Mapa 11: Número de estabelecimentos de ensino superior e centralidade de estabelecimentos na MRNF em 2017
Translate »